09/12/2018 91983732733

Mistérios

Sko ella, A mulher que fez até o capiroto ter medo!

Por Planeta Pará 19/11/2018 às 14:41:40

Em uma igreja do século XIII, em Upsália, na Suécia, uma imagem desperta atenção de todos que chegam ao local. Na imagem, o diabo oferece a uma mulher um par de sapatos vermelhos que estão amarrados em uma vara de madeira. Esta seria uma representação da lenda de Sko-Ella, a mulher que teria dado medo até no próprio diabo.

A lenda reflete, na verdade, sobre aquilo que você estaria disposto a dar para obter o que você deseja. Segundo o que se conta, Sko-Ella deseja um novo par de sapatos vermelhos e estaria disposta a dar sua própria alma para consegui-los. Aparentemente um bom negócio para o "sete peles".

E foi assim que o pacto entre o diabo e a mulher foi então assinado. O diabo estava tentando causar desavenças em um casamento, e até aquele momento todas as suas tentativas haviam fracassado. Sko-Ella desejava apenas um novo par de sapatos novos. Em algumas versões da lenda, a mulher teria mantido relações sexuais com o ser das trevas para selar o pacto.

Sko-Ella então traçou um plano para ajudar o diabo e conseguir seus tão desejados sapatos. Ela diria para a esposa envolvida no matrimônio cujo diabo queria destruir, que seu marido possuía uma amante. Para ter o amor de seu esposo novamente, ela deveria cortar três mechas de cabelo da cabeça dele enquanto ele dormia para que assim ela pudesse fazer uma poção do amor.

Ao esposo, Sko-Ella contou uma outra história, ainda mais perigosa. Ao marido ela disse que sua esposa queria matá-lo e que ele deveria permanecer em vigília por toda noite, uma vez que a mulher o atacaria enquanto ele estivesse dormindo. O homem então fingiu dormir e quando sua mulher veio para lhe tirar as mechas de cabelo, ele a matou.

Então, Sko-Ella foi até o diabo para pegar sua recompensa por cumprir sua parte no combinado. No entanto, quando ela contou ao diabo o que havia feito, ele ficou horrorizado! Ele não desejava nenhuma morte, apenas que o casal brigasse e que de alguma forma seu casamento se findasse. Não uma morte.

Então mais do que depressa, e com medo da reação de uma mulher tão ardilosa quanto Sko-Ella, ele correu para lhe entregar seu prêmio. Usando uma vara da madeira, para evitar qualquer contato físico e proximidade com ela, ele lhe entregaria o novo par de sapatos vermelhos.

A pintura de Sko-Ella e o diabo foi representada em diversas igrejas pela Suécia. A lenda de uma mulher tão perversa quanto o próprio diabo faz parte do folclore do país. Especula-se que a imagem seja disposta em tais lugares para fazer as pessoas pensarem sobre como o diabo pode ser tentador e o quanto nossas ações podem afetar a vida de outras pessoas.


É isso,através desse conto inventado ou não,podemos perceber até que ponto algumas pessoas são capazes de chegar para conseguir o que querem,mesmo que isso signifique destruir a vida de outras pessoas.

Muito cuidado com seus desejos e não acreditem tão facilmente em tudo,primeiro tentem descobrir se é de fato verdade,muitos falsos amigos entram em suas vidas apenas querendo a sua derrota e aos poucos te induzem ao abismo.

Até a próxima e mantenha sempre no coração o Amor,Gratidão e a Fé.

Débora Barroso

comentários