16/11/2018 91983732733

Política

Presidente da Assembléia Legislativa de Roraima agride prefeita de Boa Vista

Após interromper uma entrevista ao vivo em rádio

Por Silvano Viana 27/10/2018 às 22:24:51

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), deputado Jalser Renier (SD), agrediu e ameaçou a prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (PMDB), após interromper uma entrevista que ela concedia ao vivo para uma rádio local na tarde desta sexta-feira (26) em Boa Vista, capital do estado.

O parlamentar invadiu a emissora em que ela realizava a entrevista e a agrediu verbal e fisicamente com um empurrão e um aperto no braço. Ainda de acordo com Teresa, a secretária de Comunicação do município, Ana Florêncio, um assessor e um segurança também foram agredidos fisicamente pelo presidente.


Em vídeos gravados e divulgados por assessores de comunicação que acompanhavam a entrevista, é possível ver o momento em que o presidente da ALE-RR entra no estúdio e cumprimenta o apresentador do programa de rádio durante a entrevista.

Ao perceber a entrada de Renier, Teresa diz que vai encerrar a entrevista e o presidente da ALE-RR começa a questionar a decisão e parte para a agressão verbal. "Porque encerrar? Essa prefeita é uma prefeita irresponsável. É uma pilantra. Essa prefeita é uma prefeita sem noção, sem caráter".

Ainda nas imagens é possível acompanhar que Teresa pede que um de seus assessores continue gravando as agressões verbais quando, ao perceber que está sendo filmado, Jalser toma o celular da mão do assessor e o joga no chão gritando "grava seu idiota. Grava". A imagem é interrompida, mas o áudio da mídia continua gravando.

O presidente da ALE chama então Teresa de idiota e é possível ouvir a prefeita retrucando a ofensa. Também foram registrados gritos, xingamentos e pessoas chamando seguranças do local. Em seguida, o presidente se desespera ao perceber que outra pessoa que não estava mais no local também havia gravado a confusão e faz uma ameaça a alguém que não é possível identificar. "Eu vou acabar com a tua vida".

Depois que as imagens são retomadas, é possível ouvir uma pessoa tentando acalmar o presidente. "Jalser, para. Na rua não", diz, quando o presidente deixa o estúdio e segue em direção a rua.

No final do vídeo é possível ouvir Renier gritando "atira" repetidas vezes, mas as imagens não deixam claro o que ocorre neste momento.

A prefeita afirmou que registrou o caso na Polícia Federal por considerar que as agressões de Renier estão relacionadas às eleições para governador. Apesar disso, ela garante que dava a entrevista na rádio sobre os ajustes financeiros que fará na gestão municipal e que não pediu voto para qualquer candidato ao executivo estadual.

Os três servidores que teriam sido agredidos, a prefeita e outros dois servidores prestaram depoimento na PF por cerca de três horas. 


comentários
60406910-1