16/11/2018 91983732733

Polícia

Em Tomé Açu, presos fazem motim após receberem frango como alimento

Eles depredaram parte do bloco carcerário

Por Silvano Viana 26/10/2018 às 17:14:47


Cansados de se alimentar diariamente de frango, aproximadamente 30 detentos do Centro de Recuperação Regional de Tomé-Açu, no Pará, iniciaram um motim em um dos blocos carcerários da unidade, nesta quinta-feira (25).

Eles depredaram parte do bloco carcerário, inclusive retirando uma das grades da cela. O protesto, de acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), foi motivado porque os presos não aceitam mais comer frango nas refeições.

Através de nota, a Susipe informou que o Grupo Tático Operacional da PM foi acionado para controlar o tumulto. Na intervenção foi necessário o uso de agentes químicos e munição não letal para contenção dos presos. A situação já foi totalmente controlada. Os detentos que realizaram o tumulto irão ser indiciados por danos ao patrimônio, além de cumprir medida disciplinar por 10 dias.

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará informou ainda que a alimentação dos detentos é terceirizada e segue um rigoroso controle de qualidade no planejamento e preparo dos alimentos. O cardápio é variado e é supervisionado por uma equipe de nutricionistas do órgão. No controle de proteínas, a exigência é de que carne bovina e peixe sejam servidos duas vezes por semana e carne de frango, três. A quantidade servida aos internos também é padronizada. Em média, cada marmita deve totalizar o peso de 550 a 600 gramas, por refeição. O controle de pesagem é realizado diariamente.

Almoço servido para os detentos. Foto: Ascom Susipe



Com informações do G1 PA

comentários
60406910-1